ARTIGOS

Portugal duplicou exportações em saúde na última década

O setor da saúde está a ganhar centralidade em Portugal, tendo assistido a uma evolução notável ao longo das últimas duas décadas.

De acordo com a Health Cluster Portugal, face à qualidade da cadeia de valor da saúde portuguesa, assim como a estabilidade, dinamismo e resiliência neste setor, as exportações em saúde cresceram 150% na última década em Portugal.

A Health Cluster Portugal, citando dados da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e tendo como fonte o Instituto Nacional de Estatística (INE), concluiu que as exportações em saúde cresceram, em 2020, 11,11%, em contraciclo com a balança comercial portuguesa que decresceu 10%, face a 2019.

De acordo com a mesma entidade, “os valores de crescimento da saúde estão fortemente alicerçados nos produtos farmacêuticos de base que aumentaram mais de 25% e em preparações farmacêuticas, que cresceram 11,02%“, referindo ainda que “se em 2019 as exportações em saúde ultrapassaram os 1.500 milhões de euros, em 2020 atingiram 1.749 milhões”, valores que “espelham um setor em permanente crescimento, mesmo durante a pandemia”.

Dados do Health Cluster Portugal referem que a saúde “representa um volume de negócios anual na ordem dos 30 mil milhões de euros e um valor acrescentado bruto de cerca de 9,0 mil milhões, envolvendo perto de 90 mil empresas e empregando quase 300 mil pessoas”.

Estes dados são demonstrativos do crescimento sustentado do sector e que a saúde está a ganhar centralidade em Portugal, tendo registado uma evolução notável ao longo das últimas duas décadas.

O conteúdo desta informação não constitui aconselhamento jurídico e não deve ser invocado nesse sentido. Aconselhamento específico deve ser procurado sobre as circunstâncias concretas do caso. Se tiver alguma dúvida sobre uma questão de direito Português, não hesite em contactar-nos.

autores
ÁREA DE PRÁTICA
PARTILHAR
ÁREA DE PRÁTICA
PARTILHAR
AUTORES

Contacto