NEWSLETTERS

Newsletter Setembro 2016

Legal Updates

Aprovação do código de conduta do governo

O Governo, por resolução do Conselho de Ministros, aprovou o Código de Conduta na segunda semana de Setembro. No exercício dos seus poderes de autorregulação, o referido documento tem como objetivos promover a transparência e assegurar a imparcialidade na formação e tomada de decisão dos detentores de cargos públicos.

No Código, o Governo estabelece os princípios e critérios orientadores respeitantes à conduta dos membros do Governo, bem como dos dirigentes e gestores dos institutos públicos e empresas públicas em matéria de aceitação de ofertas de bens materiais e de convites ou benefícios similares. Impondo-se assim, como limite anual de ofertas valor não excedente a € 150.

O incumprimento das orientações implica responsabilidade política e não afasta nem prejudica outras formas de responsabilidade, designadamente criminal, disciplinar ou financeira nos termos da lei. Espera-se, com este Código de Conduta, aumentar a confiança dos cidadãos nas instituições públicas

Autores:

“Closer” alarga presença na Europa de leste

A CLOSER, empresa portuguesa na área das tecnologias, abriu um novo escritório na Macedónia, alargando assim a sua presença na Europa de Leste e nos Balcãs.

A empresa, que tem como principal enfoque as áreas de Advanced Analytics, Big Data, Business Intelligence e Mobilidade, pretende focar a sua actividade na prestação de serviços a entidades como bancos, empresas de grande retalho, contact centers e empresas de telecomunicações.

Já com escritórios em Portugal, Reino Unido e Brasil, a CLOSER é um dos muitos exemplos de sucesso de empresas portuguesas que construíram o seu negócio a nível internacional graças ao trabalho empreendedor e à aposta no mercado das novas tecnologias.

Autores:

Business Updates

Taxa de ocupação de hóteis apresenta os melhores resultados dos últimos doze anos

A primeira metade do ano 2016 registou um acréscimo significativo nas taxas de ocupação de Hotéis, preço médio por quarto disponível e receita média por turista.

De acordo com a AHP – Associação da Hotelaria de Portugal, a taxa de ocupação neste período foi de 63.2%, cerca de 3.4 pontos percentuais a mais face ao seu período homólogo, tendo igualmente o preço médio por quarto ocupado evidenciado um acréscimo de 6% relativamente aos anos transactos de 2015 e 2014.

Visitantes estrangeiros constituíram cerca de três quartos de todas as estadias, tendo os cidadãos alemães e britânicos marcado a maior afluência, seguindo-se os cidadãos franceses e espanhóis. Em termos de taxas de ocupação os Açores apresentaram uma melhoria bastante significativa, tendo o Porto e Algarve evidenciado melhoramentos em termos de preços.

Autores:

Maior utilização de energias renováveis em Portugal

Em agosto passado, Portugal registou 107 Horas de consumo de energia exclusivamente produzida de fontes renováveis, sendo que nos primeiros oito meses de 2016 a produção de eletricidade de origem renovável em Portugal representou cerca de 67%. Estes resultados são o fruto de uma mudança de paradigma que se está a registar em todos os setores de atividade em Portugal. Dois casos registaram nos últimos meses um especial destaque: a WoodOne, empresa sediada no concelho de Paredes, reduziu drasticamente os seus custos, devido à instalação de mais de mil painéis solares, permitindo tornar-se na primeira fábrica mundial autossustentável recorrendo a energia solar; a cooperativa Coopérnico que promove o desenvolvimento de projetos de energias renováveis e eficiência energética foi objeto de referência numa extensa reportagem da CNN. Portugal mantém uma forte aposta nas renováveis e casos de sucesso como estes colocam Portugal na vanguarda

Autores:

CONTACTAR AUTORES
partilhar

Contacto