WOMEN IN LAW

GENDER GAP?
NÃO NA CAIADO GUERREIRO

in Iberian Lawyer Magazine

A SOCIEDADE DE ADVOGADOS PORTUGUESA COM MAIS MULHERES SÓCIAS

A Caiado Guerreiro foi destacada como a sociedade de advogados portuguesa com maior percentagem de sócias mulheres, face aos números totais, no artigo “Gender Gap Ranking Portugal: Breaking The Glass Ceiling” publicado na revista Iberian Lawyer onde o tema abordado incidia nas desigualdades entre homens e mulheres no sector da advocacia.

Com este estudo da revista Iberian Lawyer, a Caiado Guerreiro mostra mais uma vez a sua posição de vanguarda na promoção dos direitos das mulheres na advocacia, criando condições para que as mesmas cresçam profissionalmente e apoiando o seu desenvolvimento no setor.

Mulheres Sócias em Sociedades de Advogados Portuguesas

IN IBERIAN LAWYER MAGAZINE, SETEMBRO 2020

Trabalhe connosco

FALE COM OS NOSSOS ADVOGADOS

Comentários para a Iberian Lawyer

"There is no room for salary or career progression discrimination based on gender"

Sandra Ferreira Dias
Sócia

Gender Policy at the office

Merit is the key word of the abilities that are valued in each of Caiado Guerreiro’s lawyers. In our office, there are equal opportunities of career progression, regardless of the gender and taking into consideration the capacity and potential of each Lawyer. There is no room for salary or career progression discrimination based on gender. In fact, the majority of our Lawyers are women and they take on a leadership position – of a total of 13 partners in Caiado Guerreiro, 8 are women. I believe that in this domain Caiado Guerreiro is a reference and an example.

Family Reconciliation and Family Plan

Since Caiado Guerreiro has a majority of female lawyers, it recognises and values the importance of maternity and the need for the reconciliation between work and family. This is not only the case of mothers but also of fathers. This recognition was further enhanced by the increasing use of new technologies that enabled the adoption of more flexible and efficient practices in the exercise of our profession. Caiado Guerreiro considers family a fundamental element in the balance and well-being of any lawyer, thus, recognising it as a priority.  

 

About the Gender Gap

There is no gender gap at Caiado Guerreiro. Most of our partners are women and women here are paid as well as man.

SÓCIAS & COORDENADORAS

MULHERES NA LIDERANÇA

Os números de colaboradores em cada equipa sempre foram maiores no que toca ao género feminino, passando com o tempo várias advogadas a posições de coordenação de certas áreas e de departamentos. Casos disso são os cargos que as várias sócias exercem no escritório:

Tânia Pinheiro, Coordenadora do German Desk e co-responsável pela área de Direito do Imobiliário; Tatiana Cardoso, coordenadora do French Desk; Ana Castro Gonçalves, co-responsável pela área de Direito Fiscal; Sara Sousa Rebolo, coordenadora da área de Direito de Imigração e co-responsável pelo Chinese Desk; Maria Margarida Torres, co-responsável pela área de Direito do Imobiliário e co-responsável pelo Chinese Desk; Sandra Ferreira Dias, co-responsável pela área de Contencioso e Arbitragem, Joana Gomes dos Santos, co-responsável pela área de Direito Bancário e Financeiro, e Sandra Jesus, co-responsável pela área de Contencioso e Arbitragem.

OS NOSSOS NÚMEROS

A reportagem feita pela equipa da Iberian Lawyer teve em conta as estatísticas das 20 principais sociedades de advogados portuguesas, onde após analisados os números, a Caiado Guerreiro surge em primeiro lugar.

Este tema não é uma novidade para a Caiado Guerreiro, onde sempre se deu mais importância às capacidades técnicas e às soft skills de cada colaborador do que a questões relacionadas com género, idade, etnia, orientação ou qualquer outro tipo de atributos pessoais.

MULHERES NA CAIADO GUERREIRO

MULHERES SÓCIAS NA CAIADO GUERREIRO

Além de reconhecer igualitariamente as competências das advogadas e sócias que com a sociedade colaboram, a Caiado Guerreiro tem vindo cada vez mais a valorizar o balanço trabalho-vida pessoal, principalmente em relação ao tema da maternidade, tentando adoptar práticas mais flexíveis e eficientes no trabalho do dia-a-dia, de modo a proporcionar um maior bem-estar a todas as colaboradoras do sexo feminino.